12 Coisas Com as Quais as Mulheres se Preocupam Demasiado

Olá!!

Por vezes nós mulheres temos um grave problema, muitas vezes reportado pelos amigos, primos, namorados e maridos: pensamos demais, muitas vezes, demasiado mesmo. E o pode ser apenas uma pequena questão transforma-se num Enorme Urso no Armário. Quem se identifica com estes 12 Dilemas???

 

Dilema 1# Achar que tem de estar maravilhosa todos os dias

 

Aprender a gostar do nosso eu e aceitarmos o nosso próprio corpo é um processo continuo. Não acho que nos devemos resignar e “deixar andar”, acho sim que devemos procurar o nosso melhor eu e tentar melhorar o que é possível e aprender a gostar com o que não podemos mudar. Eu faço isso. Eu sei que jamais vou ter 1,70, então aprendi a gostar do meu 1,57 e pronto!!

 

 

 

 

 

 

Se nunca vais conseguir vestir um 36 e pesar 57kg, get over it, usa o teu 42 ou 44 com estilo e bom gosto! É possível! Vê como aqui http://bellucciconsulting.com/blog/category/plus-size/

Se podes tentar ter uma alimentação mais saudável e variada por questões de saúde, claro que sim, a tua saúde e o teu corpo vão agradecer!

O importante é tratares de ti mesma com carinho e gentileza mesmo naqueles dias em que não te sentes propriamente uma diva. O dia das leggings e t-shirt também deve existir…e sabe tão bem!!

 

Dilema 2# Achar que tem de ser super social como as amigas

 

Além do teu corpo, é libertador aprender a aceitar a tua personalidade e forma como lidas com os outros.
Se já te conheces não precisas de forçar a ser outra pessoa para agradar. Se és uma pessoa mais tímida e reservada aceita isso, não tem mal nenhum. Apesar de hoje em dia os “níveis de felicidade” parecerem que são medidos pelo número seguidores/likes no instagram e no facebook e pelas fotografias na piscina/rooftop/saídas à noite/viagens/etc/etc/etc…. sabes que tudo isso é ilusão, certo? Ninguém tem a vida tão perfeita e feliz como mostra nas redes sociais.

 

 

Dilema 3# Nunca repetir os mesmos erros

Não existe varinha mágica para nunca mais errar nada na vida. Se já consegues reconhecer suas próprias falhas e estás a tentar reagir melhor a elas, já é um grande passo. Dá-te tempo para a mudança ou para a adaptação.

 

 

Dilema 4# Querer criar  o namoro/casamento perfeito

Os relacionamentos constroem-se todos os dias, e cada pessoa nova é uma história diferente, então sempre vai haver algo que ainda está em fase de melhoria. Relacionamentos perfeitos não existem, e as séries e filmes inundam-nos com histórias lindas e perfeitas em que tudo acaba sempre bem… a vida real é diferente. Todos temos problemas nas nossas relações e momentos mais difíceis, o fundamental é haver vontade dos dois para que cada dia seja melhor. Mas também é preciso saber ver se estamos na relação certa ou não. Ás vezes, fechar a porta não significa desistir… mas sim procurar um caminho diferente.

 

 

Dilema 5# Meter na cabeça que deveria vestir-se desta ou daquela forma

É maravilhoso escolher a roupa para sair com amigas ou com o namorado etc, mas a roupa que vestimos tem de ter haver connosco, senão vamos passar o tempo todo desconfortáveis. Como já disse aqui outras vezes, o nosso estilo está intrinsecamente ligado com a nossa personalidade. Não vale a pena forçar-nos a usar um vestido ao estilo Kim Kardashian se somos uma pessoa mais tímida e que gosta de looks mais compostos e discretos. Não há nada pior que passar a noite a puxar a saia para baixo, ou sentada no canto porque não consegues aguentar o salto de 12cm que insististe em levar…

Comparares o teu estilo às tuas amigas também não vai resolver os teus problemas. Podes sim procurar inspiração e aí criares o teu próprio estilo!

Gastares rios de dinheiro que tens ou que não tens para teres a Gucci igual à que a Mariana levou ao último jantar do grupo só porque sim também não é solução… tens muitas opções acessíveis e também com imenso estilo na Zara, Mango, Topshop etc etc…

 

 

 

Dilema 6# Tentar mudar as pessoas que a rodeiam

Ficar à espera que alguém mude pode ser frustrante, porque geralmente não acontece. É mais fácil aprender a aceitar a personalidade da pessoa ou, se alguém realmente não te faz bem é porque é aquilo a que chamamos “pessoas tóxicas”, talvez seja melhor te afastares.

 

 

Dilema 7# Viver em eterna dieta

Estar sempre na privação do que gostas de comer simplesmente não é sustentável e torna a vida muito triste. Fazer as pazes contigo mesma também é fazer as pazes com a comida. Em vez da dieta eu tenho adoptado cada vez mais aquilo a que se chama de “Estilo de Vida Saudável”. Na verdade eu não preciso emagrecer, mas a dada altura estava muitas vezes cansada e com pouca energia. A comida que comia enchia-me mas não me alimentava por aí alem… Então lentamente comecei a introduzir mais vegetais na minha alimentação em sopas e saladas, e frutas etc. Para relaxar um bocadinho de manhã, como não tenho tempo para treinar efectivamente optei por fazer 10/15 min de alongamentos, antes de me arranjar… parece pouco, mas é maravilhoso. Num outro post, vou falar um bocado mais sobre isso e como me tem feito bem!

 

 

Dilema 8# Sentir que tem prazo de validade

Faz parte da vida crescermos e amadurecermos. Mas não é por isso que temos de deixar de fazer as coisas que mais gostamos e que nos divertem. O mesmo se aplica a iniciar novos projectos ou mudar de área profissional. Não existe data definida para te sentires realizada ou te apaixonares por alguém, pela vida ou pelo que fazes. Certamente que o farás com mais cautela se já tiveres mais responsabilidades, mas nunca é tarde para começar.

 

 

Dilema 9# Comparar-se com padrões de sucesso inatingíveis 

O mundo é um lugar estranho e a maioria das pessoas não tem tudo resolvido só porque passou de uma certa idade ou só porque é famoso e milhões e milhões na conta bancária. Não cobres demasiado de ti mesma. É normal que as Kardashian, ou a Ariana Grande tenham momentos red carpet maravilhosos, e não consigas o mesmo efeito aos casamentos e festas a que vais, não te esqueças que elas têm equipas enormes de esteticistas, maquilhadores, cabeleireiros, stylists, etc, etc, etc a tratar da sua beleza para cada evento… Não cobres demasiado de ti mesma.

 

 

Dilema 10# A opinião alheia sobre a nossa vida amorosa/ou falta dela

Toda a gente adora opinar sobre a vida amorosa das outras pessoas, então nós mulheres somos peritas nisso. Ninguém tem nada a ver se tens namorado ou não, se queres casar ou não. Filhos?! Cada um sabe de si, pois se para algumas mulheres ser mãe é um objectivo de vida, para outras não faz parte da equação. Se para ti faz todo o sentido viver sozinha e não ter de prestar contas a ninguém sobre o que fazes, onde vais e onde gastas o teu dinheiro, então encontraste o teu estilo de vida.

Se por outro lado te faz sentido um dia casar e ter a tua família não vale a pena desesperar e pensar logo que vais sozinha o resto da vida só porque acabaste a relação de 5 anos e já passaste dos 30 (que são os novos 20). Ninguém sabe o futuro. E não há nada pior que embarcar numa relação só para não ficar sozinha e não ser feliz ou não amar a pessoa que está ao teu lado.

 

 

 

Dilema 11# Ter medo do fracasso

O que interessa é o agora! Não te esqueças de viver os momentos com os teus amigos, a tua família, o teu parceiros ou com os teus filhos, se for o caso. O sucesso é o uma coisa bastante relativa… Se sabes exactamente o que queres fazer da tua vida, faz por isso a cada dia. Luta, investe, aprende mais e mais, para  fazeres o melhor possível. Assim, o sucesso acabará por chegar, nem que seja porque estas a fazer aquilo que realmente gostas.

Muito importante, não te esqueças desta frase:

Don’t compare your chapter 1 to someone else’s chapter 20“.

Entretanto nem sempre as coisas correm bem, há dias que efectivamente saem ao lado. De certeza que até a Beyoncé às vezes deve chegar a casa no final do dia e dizer ao Jay-Z: “hoje tudo foi uma bosta, manhã vai ser melhor”.

 

 

 

Dilema 12# Auto-tortura por pequenas coisas

E depois te de torturares mais um bocado por te estares a torturar por isso tudo e mais alguma coisa até tornares um pequeno erro uma bola de neve enorme vais perceber que não vale a pena pensar tanto. Ninguém merece…

 

 

With Love*

Tânia Sitoe

Bellucci Image Consulting

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *