Tendências para o Outono com Louise Roe

Olá!! Olá!!

Ouvi dizer que vai ser esta semana que o Outono vai chegar a sério aqui ao burgo. Sim, porque estas temperaturas que estamos a ter em pleno mês de Outubro são tudo menos de Outono…

Para não ficarem deprimidas porque acham que não têm nada para vestir porque simplesmente já não se lembram do que vestiam no Outono/Inverno passado de tão distante que foi, deixo-vos algumas fotos de Street Style de uma personalidade que eu gosto bastante e me inspira profundamente, Louise Roe.

Nascida a 3 de Dezembro de 1982, em Surrey, Inglaterra, Louise é apresentadora de televisão, modelo e jornalista de moda, que podemos ver em programas como The Clothes Show da BBC, Fashion Police no E!  ou Plain Jane, entre outros….

O estilo dela vai desde o super casual e street ao clássico, mas sempre com um toque trendy e muito pessoal. Na verdade, o que mais gosto nela é a capacidade de criar looks com tanta personalidade e carisma com peças tão simples e do dia-a-dia. Como eu costumo dizer aqui no Blog, definitivamente, menos é mais.

Neste estação apostem nas cores neutras, nos colours block, no camel, preto, bebe… e para dar alguma cor, que tal um metalizado em detalhe ou umas botas de cores vivas?! Fica a dica!

 

Espero que gostem!!

 

With Love*

Tânia Sitoe

12 Vantagens de Quem Adora Vestir Roupa Preta

Olá!!

Acho que já devem ter percebido como eu adoro o estilo básico e simples. Se for preto então…. é bem provável que eu adore de caras!!! O black on black é uma forma de vestir que de uma forma muito simples e prática acrescenta logo classe a qualquer visual. Mas atenção, convém verificar a qualidade dos tecidos para que mantenham o tom preto por mais tempo. A cor desgastada pode aniquilar o melhor look.

 

Depois desta ressalva, vamos às vantagens:

1  Alonga a silhueta e confere atitude ao visual;

 

 

2  É super prático para situações de emergência, afinal, não tem como errar de preto;

 

3  É versátil e fica bem em qualquer situação, desde o trabalho ao social;

 

4  Comprar roupa é simples e objectivo;

 

5  Toda a tua roupa combina, afinal é tudo preto mesmo;

 

6  Podes sempre investir em peças mais marcantes sem ficar com uma imagem carregada;

 

7  Não vais precisar do que mais de 5min para te arranjar;

 

8  Em eventos importantes ou ocasiões mais refinadas vais estar sempre adequada (já é cada vez mais comum usar-se preto até em casamentos, branco é que jamais!);

 

9  Alguma nódoa ao longo do dia não vai ser propriamente uma preocupação;

 

10  O teu estilo é be definido e sabes exactamente as peças que são a tua cara;

 

11  Nunca vais ter de deixar alguma peça de roupa no armário por não combinar com as outras roupas;

 

12  Basicamente o teu look é sempre cool e poderoso!

 

Por tudo isto existem cada vez mais pessoas que já adoptaram o all black como um estilo de vida e não pensam em outras cores quando o assunto é o look do dia. Se este é o teu caso, tenho a certeza que te identificaste e te divertiste à seria com esta listinha de pequenas verdades!!

 

With Love*

Tânia Sitoe

 

GuardarGuardar

GuardarGuardar

Dupla Infalível: Mini Saia + Maxi Blazer

Olá!

Para quem gosta de combinações espertas que deixam o visual mais estiloso vai adorar este duo: Mini Saia + Maxi Blazer. Juntar estas duas peças de estilos distintos  garante aquele toque despojado mas ao mesmo tempo sexy. O blazer oversized confere uma carga mais sofisticada e boyish ao coordenado, já a minissaia ajuda a quebrar o aspecto mais arrumadinho e ainda garante uma vige girly ao look.

 

Para criar um look mais trendy adiciona layers; nos pés combina com umas botas de estilo militar, sapatos com tons metalizados, oxford ou ténis:

Ou criar um estilo mais adulto com sapatos de salto alto e peças mais simples e compostas como cardigans ou trench coat:

 

Ou se preferires um estilo mais Preppy adiciona umas meias altas ou um laço no colarinho e ficarás logo com aquele ar de menina super adorável:

With Love*

Tânia Sitoe

GuardarGuardar

12 Coisas Com as Quais as Mulheres se Preocupam Demasiado

Olá!!

Por vezes nós mulheres temos um grave problema, muitas vezes reportado pelos amigos, primos, namorados e maridos: pensamos demais, muitas vezes, demasiado mesmo. E o pode ser apenas uma pequena questão transforma-se num Enorme Urso no Armário. Quem se identifica com estes 12 Dilemas???

 

Dilema 1# Achar que tem de estar maravilhosa todos os dias

 

Aprender a gostar do nosso eu e aceitarmos o nosso próprio corpo é um processo continuo. Não acho que nos devemos resignar e “deixar andar”, acho sim que devemos procurar o nosso melhor eu e tentar melhorar o que é possível e aprender a gostar com o que não podemos mudar. Eu faço isso. Eu sei que jamais vou ter 1,70, então aprendi a gostar do meu 1,57 e pronto!!

 

 

 

 

 

 

Se nunca vais conseguir vestir um 36 e pesar 57kg, get over it, usa o teu 42 ou 44 com estilo e bom gosto! É possível! Vê como aqui http://bellucciconsulting.com/blog/category/plus-size/

Se podes tentar ter uma alimentação mais saudável e variada por questões de saúde, claro que sim, a tua saúde e o teu corpo vão agradecer!

O importante é tratares de ti mesma com carinho e gentileza mesmo naqueles dias em que não te sentes propriamente uma diva. O dia das leggings e t-shirt também deve existir…e sabe tão bem!!

 

Dilema 2# Achar que tem de ser super social como as amigas

 

Além do teu corpo, é libertador aprender a aceitar a tua personalidade e forma como lidas com os outros.
Se já te conheces não precisas de forçar a ser outra pessoa para agradar. Se és uma pessoa mais tímida e reservada aceita isso, não tem mal nenhum. Apesar de hoje em dia os “níveis de felicidade” parecerem que são medidos pelo número seguidores/likes no instagram e no facebook e pelas fotografias na piscina/rooftop/saídas à noite/viagens/etc/etc/etc…. sabes que tudo isso é ilusão, certo? Ninguém tem a vida tão perfeita e feliz como mostra nas redes sociais.

 

 

Dilema 3# Nunca repetir os mesmos erros

Não existe varinha mágica para nunca mais errar nada na vida. Se já consegues reconhecer suas próprias falhas e estás a tentar reagir melhor a elas, já é um grande passo. Dá-te tempo para a mudança ou para a adaptação.

 

 

Dilema 4# Querer criar  o namoro/casamento perfeito

Os relacionamentos constroem-se todos os dias, e cada pessoa nova é uma história diferente, então sempre vai haver algo que ainda está em fase de melhoria. Relacionamentos perfeitos não existem, e as séries e filmes inundam-nos com histórias lindas e perfeitas em que tudo acaba sempre bem… a vida real é diferente. Todos temos problemas nas nossas relações e momentos mais difíceis, o fundamental é haver vontade dos dois para que cada dia seja melhor. Mas também é preciso saber ver se estamos na relação certa ou não. Ás vezes, fechar a porta não significa desistir… mas sim procurar um caminho diferente.

 

 

Dilema 5# Meter na cabeça que deveria vestir-se desta ou daquela forma

É maravilhoso escolher a roupa para sair com amigas ou com o namorado etc, mas a roupa que vestimos tem de ter haver connosco, senão vamos passar o tempo todo desconfortáveis. Como já disse aqui outras vezes, o nosso estilo está intrinsecamente ligado com a nossa personalidade. Não vale a pena forçar-nos a usar um vestido ao estilo Kim Kardashian se somos uma pessoa mais tímida e que gosta de looks mais compostos e discretos. Não há nada pior que passar a noite a puxar a saia para baixo, ou sentada no canto porque não consegues aguentar o salto de 12cm que insististe em levar…

Comparares o teu estilo às tuas amigas também não vai resolver os teus problemas. Podes sim procurar inspiração e aí criares o teu próprio estilo!

Gastares rios de dinheiro que tens ou que não tens para teres a Gucci igual à que a Mariana levou ao último jantar do grupo só porque sim também não é solução… tens muitas opções acessíveis e também com imenso estilo na Zara, Mango, Topshop etc etc…

 

 

 

Dilema 6# Tentar mudar as pessoas que a rodeiam

Ficar à espera que alguém mude pode ser frustrante, porque geralmente não acontece. É mais fácil aprender a aceitar a personalidade da pessoa ou, se alguém realmente não te faz bem é porque é aquilo a que chamamos “pessoas tóxicas”, talvez seja melhor te afastares.

 

 

Dilema 7# Viver em eterna dieta

Estar sempre na privação do que gostas de comer simplesmente não é sustentável e torna a vida muito triste. Fazer as pazes contigo mesma também é fazer as pazes com a comida. Em vez da dieta eu tenho adoptado cada vez mais aquilo a que se chama de “Estilo de Vida Saudável”. Na verdade eu não preciso emagrecer, mas a dada altura estava muitas vezes cansada e com pouca energia. A comida que comia enchia-me mas não me alimentava por aí alem… Então lentamente comecei a introduzir mais vegetais na minha alimentação em sopas e saladas, e frutas etc. Para relaxar um bocadinho de manhã, como não tenho tempo para treinar efectivamente optei por fazer 10/15 min de alongamentos, antes de me arranjar… parece pouco, mas é maravilhoso. Num outro post, vou falar um bocado mais sobre isso e como me tem feito bem!

 

 

Dilema 8# Sentir que tem prazo de validade

Faz parte da vida crescermos e amadurecermos. Mas não é por isso que temos de deixar de fazer as coisas que mais gostamos e que nos divertem. O mesmo se aplica a iniciar novos projectos ou mudar de área profissional. Não existe data definida para te sentires realizada ou te apaixonares por alguém, pela vida ou pelo que fazes. Certamente que o farás com mais cautela se já tiveres mais responsabilidades, mas nunca é tarde para começar.

 

 

Dilema 9# Comparar-se com padrões de sucesso inatingíveis 

O mundo é um lugar estranho e a maioria das pessoas não tem tudo resolvido só porque passou de uma certa idade ou só porque é famoso e milhões e milhões na conta bancária. Não cobres demasiado de ti mesma. É normal que as Kardashian, ou a Ariana Grande tenham momentos red carpet maravilhosos, e não consigas o mesmo efeito aos casamentos e festas a que vais, não te esqueças que elas têm equipas enormes de esteticistas, maquilhadores, cabeleireiros, stylists, etc, etc, etc a tratar da sua beleza para cada evento… Não cobres demasiado de ti mesma.

 

 

Dilema 10# A opinião alheia sobre a nossa vida amorosa/ou falta dela

Toda a gente adora opinar sobre a vida amorosa das outras pessoas, então nós mulheres somos peritas nisso. Ninguém tem nada a ver se tens namorado ou não, se queres casar ou não. Filhos?! Cada um sabe de si, pois se para algumas mulheres ser mãe é um objectivo de vida, para outras não faz parte da equação. Se para ti faz todo o sentido viver sozinha e não ter de prestar contas a ninguém sobre o que fazes, onde vais e onde gastas o teu dinheiro, então encontraste o teu estilo de vida.

Se por outro lado te faz sentido um dia casar e ter a tua família não vale a pena desesperar e pensar logo que vais sozinha o resto da vida só porque acabaste a relação de 5 anos e já passaste dos 30 (que são os novos 20). Ninguém sabe o futuro. E não há nada pior que embarcar numa relação só para não ficar sozinha e não ser feliz ou não amar a pessoa que está ao teu lado.

 

 

 

Dilema 11# Ter medo do fracasso

O que interessa é o agora! Não te esqueças de viver os momentos com os teus amigos, a tua família, o teu parceiros ou com os teus filhos, se for o caso. O sucesso é o uma coisa bastante relativa… Se sabes exactamente o que queres fazer da tua vida, faz por isso a cada dia. Luta, investe, aprende mais e mais, para  fazeres o melhor possível. Assim, o sucesso acabará por chegar, nem que seja porque estas a fazer aquilo que realmente gostas.

Muito importante, não te esqueças desta frase:

Don’t compare your chapter 1 to someone else’s chapter 20“.

Entretanto nem sempre as coisas correm bem, há dias que efectivamente saem ao lado. De certeza que até a Beyoncé às vezes deve chegar a casa no final do dia e dizer ao Jay-Z: “hoje tudo foi uma bosta, manhã vai ser melhor”.

 

 

 

Dilema 12# Auto-tortura por pequenas coisas

E depois te de torturares mais um bocado por te estares a torturar por isso tudo e mais alguma coisa até tornares um pequeno erro uma bola de neve enorme vais perceber que não vale a pena pensar tanto. Ninguém merece…

 

 

With Love*

Tânia Sitoe

Entrevista de Emprego: 9 cores que deves e não deves usar!

Olá!

Preparar as respostas para as perguntas difíceis é sem dúvida a parte mais difícil de um entrevista de emprego. Mas encontrar a roupa adequada com as cores certas para usar no dia também assusta muitas pessoas.

Há uma regra comum, que provavelmente todos já ouvimos de alguém: “Veste-te de acordo com a industria para onde te estas a candidatar”. Faz todo o sentido, pois há uma grande diferença entre um trabalho nume empresa de advogados e uma start-up de tecnologias, ou um jardim de infância por exemplo. E o que vestires tem de reflectir isso.

Outro conselho é “Não uses nada demasiado fashion, tu queres ser a estrela da entrevista, não a tua mala”. Para além de nunca usar roupas mal cuidadas ou então estar com um look mais apropriado para um cocktail ao fim do dia do que para uma entrevista de trabalho… Pois bem, posto isto tudo, já tens algumas regras básicas que nunca deves descurar. Mas, outra questão que se coloca é, que cores usar? E não usar de todo?

Um estudo realizado pela Carrer Builder and Harris Interactive onde foram entrevistados vários receptadores e gestores de recursos humanos concluiu que para a maioria o azul era a melhor escolha para uma entrevista de emprego, enquanto o laranja ficava no último lugar da lista. Para percebermos o porquê é preciso irmos à simbologia das cores e é isso que vamos fazer já! Queres parecer uma pessoa organizada? Ou criativa?…

 

 

A primeira impressão numa entrevista é muito importante e de certeza que não queres ficar de fora da corrida antes mesmo da entrevista começar, certo? Então é importante saberes que que essa “impressão” é criada em menos de 30 segundos e é baseada inteiramente no que tens vestido

Então, que mensagem passam as várias cores? Está na hora de saberes para que possas finalmente conseguir aquele emprego que tanto desejas.

 

AS CORES QUE PODES USAR:

AZUL

#Aquela escolha sempre segura

O azul é a cor mais recomendada por profissionais de recrutamento segundo a Carrer Builder, com 23% dos inquiridos a dizer que preferem essa cor. Os tons de azul passam a mensagem de credibilidade e confiança, de acordo com os experts. Vários estudos comprovam que um fato azul navy (marinho) usado para uma entrevista inspira confiança. Entretanto, se estivermos a falar de uma oferta de trabalho numa área criativa esse azul será bastante conservador, ou seja, não será uma boa escolha.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

PRETO

#Preto transmite liderança – uma boa escolha para cargos de gestão

Para além do azul, os experts também permitem o preto para entrevistas em emprego, com 15% dos inquiridos a afirmar que é a sua escolha preferida. Entretanto é preciso cautela nesta escolha, pois o preto é bastante associado aos níveis mais altos de autoridade por isso se te estas a candidatar para um cargo de assistente por exemplo, usar preto pode parecer que estas a querer sobrepor-te a quem te esta a entrevistar. Podes usar, claro que sim, mas neste caso especifico seria muito importante atenua o visual com elementos que o suavizassem, usando por exemplo com uma blusa ou uma mala de tons mais claros.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

CINZENTO

#Cinzento é outra escolha segura

Se queres passar a imagem ao teu futuro possível empregador de que és uma pessoa que possui uma inteligência lógica e analítica ao mesmo tempo, o cinzento será uma escolha acertada. Esta cor encaixasse bem em quase todas as áreas profissionais. Se for um emprego onde podes querer mostrar alguma personalidade, ao teu conjunto cinzento acrescenta algum acessório colorido como um lenço ou  uma mala de mão. 

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

BRANCO

#O branco envia a mensagem de que és uma pessoa organizada e orientada para o detalhe

O barco passagem a imagem de que és uma pessoa organizada, imparcial e pacífica. Usar um fato todo branco é bem possível que seja demasiado, em vez disso, opta por usar um lazer branco por cima de um vestido preto, ou a combinar com uma saia lápis por exemplo.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

AS CORES QUE REALMENTE DEVES EVITAR:

 

CASTANHO

#Evita todas as tonalidades de castanho

O castanho não tem uma conotação negativa, mas passa apenas a mensagem de estar confortável e de ser uma pessoa confiável. Mas pode querer dizer tão simplesmente que és uma pessoa old fashioned e resignada,o que não é propriamente positivo.

Este slideshow necessita de JavaScript.


VERMELHO

#Passa uma mensagem de poder, mas não da melhor forma

Vestir vermelho num primeiro contacto com o possível empregador pode passar uma ideia de seres uma pessoa ousada e que gosta de arriscar, o que não é mau, de todo, mas nume entrevista o mais normal é ser visto como um sinal personalidade dominante, ou pior, rebelde.

Mas como em tudo há excepções, e vermelho pode ser uma boa escolha para a área de vendas por exemplo, onde a agressividade é considerada uma qualidade positiva.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

LARANJA

#É simplesmente proibido

O laranja figura no topo da lista das piores cores para vestir para uma entrevista, com o voto de 25% dos inquiridos do Career Builder. Esta cor é associada a alguém pouco profissional.

Achavas que aquela blusa laranja-tangerina era perfeita para a próxima entrevista? Guarda-a para o fim-de-semana.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

ROXO/AMARELO

#Só é permitido em área criativas

De um modo geral, os especialistas sugerem que jogar pelo seguro com cores neutras para entrevistas de emprego é a escolha mais acertada. Mas, se porventura te estás a candidatar a um emprego numa área criativa não tenhas receio em usar determinadas cores. O roxo/purpura passa uma imagem de teres uma personalidade artística e única, enquanto o amarelo projecto optimismo e criatividade.

Este slideshow necessita de JavaScript.

 

Como podes quando se trata da simbologia das cores no contexto profissional não podemos falar simplesmente de certo vs errado. Há nuances, que fazem umas cores mais certas que outras conforme o a ambiente. Agora que ja sabes o significado de cada uma delas, de certeza que irás bem mais confiante para a tua próxima entrevista de emprego!!

 

Break a leg!

 

With Love*

Tânia Sitoe