Os 15 Minutos de Yoga que Mudaram a minha Rotina!

Olá,

Cada vez mais acredito que a nossa vida e a forma como a vivemos está (grande parte) nas nossas mãos.

Após meses de muito trabalho atingi um ponto em que a única coisa que sentia era um cansaço extremo. Percebi que tinha de fazer qualquer coisa e mudar, criar uma rotina mais saudável que me permitisse um tempo só meu antes de enfrentar o dia. Decidi começar a fazer alongamentos, sem exageros, sem metas inatingíveis e melhor, onde o único compromisso era comigo mesma, mais ninguém sabia.

Sem um ginásio que eu goste perto de casa alongamentos e yoga foram a melhor opção e, para isso a qualquer quarto ou sala serve perfeitamente. Comprometi-me a fazê-lo logo de manhã, todos os dias, pelo menos 5min independentemente da hora que tivesse de acordar. Comecei esta rotina no mês de Outubro e os dias foram passando, as semanas e sem me aperceber já fazia parte da minha rotina diária. Dizem que são precisos 21 dias para criar um novo hábito certo? Então este, já ninguém me tira…

 

Os benefícios que senti foram enormes:

  1. evito o eterno snozze porque tenho um propósito que me dá gosto fazer;
  2. alongar os músculos aumentou a flexibilidade e diminuiu as dores musculares das costas, pescoço, ombros e lombar;
  3. diminuiu o stress e faz-me sentir mais relaxada mentalmente;
  4. sinto-me mais activa logo de manhã, em vez de andar a arrastar os pés pela casa;
  5. activou a circulação;
  6. reduziu a tensão muscular;
  7. ajudou na perda de peso e volume.

 

E a noção que se ganha do nosso corpo, da força que temos, dos movimentos que conseguimos fazer, é impagável…

A beleza e o bem-estar também se praticam, e devem vir de dentro para fora. O nosso corpo e a nossa saúde também precisam da nossa atenção. Dá-te essa oportunidade! Para começar, deixo dois vídeos que me inspiraram e que ainda hoje uso como suporte para os meus exercícios. Um tem 5min, para as manhãs mais apressadas, e o outro tem 15min. Experimenta…vale a pena cada minuto a menos na cama!

 

With Love*

Tânia Sitoe

@taniasitoe_stylist

5 Modelos de Ténis Super Versáteis em que Deves Investir

Olá!

Este artigo deu-me um gosto especial a escrever porque eu sou uma fã incondicional de ténis e sapatilhas. Por norma é onde invisto o meu toque de extravagância. Numa rápida retrospectiva pela minha colecção meus ténis, poucos são os que têm cores discretas… os All Star são amarelos, os Gazelle são rosa, os Adidas são verdes com as listras em amarelo… e por aí fora. Os Vans, são os mais discretos, em tons de azul! Nos pés, o minimalismo que me carecteriza fica reservado para os sapatos mais clássicos!

Acho lindo desconstruir um look clássico ao combinar uma saia lápis ou plissada, uma camisa, um blazer e uma cluth e para terminar calçar os Vans em vez de sapatos, como seria de esperar. Ou combinar um vestido suave e flutuante com uns Adidas Stan Smith ou uns Gazelle. É maravilhoso!! E permite-nos estar elegantes sem abdicar do lado prático.

Se nunca experimentaram, vejam como o podem fazer, tenho a certeza que vão encontrar a inspiração que precisam.

 

Estes são os 5 modelos de ténis mais versáteis e intemporais que vale a pena investir:

Converse All Star

A história de um dos maiores ícones da cultura americana e posteriormente mundial começou em 1908, quando foi fundada a marca. O primeiro modelo Converse All Star foi criado em 1917 e veio revolucionar o mundo do basquete. Em 1921, o modelo foi associado a Chuck Taylor, um famoso jogador de basquete que deu o nome ao modelo e passou a representar a marca. Com o tempo, o modelo saiu dos campos de basquete e veio para as ruas, não só dos EUA, mas do mundo inteiro. Há quem diga que quanto mais velhos, e usados e até sujos melhor ficam. Eu concordo!! Os meus têm mais de 12 anos…

www.converse.com

 

Vans Old Skool

O modelo Vans Old Skool foi criado em 1977 na Califórnia e confesso que é o meu crush!! O meus são em azul e adoro a versatilidade que consigo ter quando os uso. Inicialmente usado por praticantes de skate e BMX, hoje fazem parte da cultura urbana de qualquer cidade cosmopolita.

Nesta foto, eu tenho os Vans Old Skool, e a Caroline de Maigret, uma das minhas musas de estilo que eu conheci pessoalmente aqui em Lisboa no lançamento do livro “Seja Parisiense Onde Quer Que Esteja”, estava a usar os Adidas Stan Smith. A True Match!

www.vans.com

 

New Balance 

A New Balance foi fundada em 1906 nos Estados Unidos e produz calçado e vestuário desportivo. Desta marca é difícil escolher apenas um modelo. O dito “clássico” da marca é o modelo 574, e é o que mais conhecido e mais vendido tendo sido lançado em 1988. Entretanto, o recentemente lançado modelo 247 (segunda imagem abaixo na galeria), são lindos e já estão na minha lista!

www.newbalance.com

 

Adidas Gazelle

Os Gazelle são um dos modelos mais icónicos da Adidas. Lançados em 1966 e também associados ao desporto, estiveram na ribalta e nos pés de muitos jovens durante as décadas de 60, 70 e 80, caindo depois no esquecimento. Nos últimos anos voltaram a fazer sucesso, e para minha felicidade, mantêm-se fiéis aos materiais, cores e proporções do modelo original.

 

www.adidas.com/pt

 

Adidas Stan Smith

A história remonta a 1963, altura em que o filho do fundador da Adidas resolveu criar umas sapatilhas em pele com buracos na parte lateral para que os pés dos jogadores transpirassem melhor.

As sapatilhas foram fabricadas várias vezes ao longo dos últimos 40 anos, mas em 2014 voltaram em força, passando a ser o modelo mais vendido de sempre da Adidas. Stan Smith, mais do que o nome do modelo, é o nome do famoso jogador de ténis Stan Smith, que foi patrocinado pela marca e convidado a para dar o nome ao modelo.

www.adidas.com/pt

 

Como Consultora de Imagem, este é o meu principal papel, ajudar as minhas clientes a encontrar o seu estilo pessoal, que gostem e com o qual se identificam, mas mantendo o lado prático que é tão necessário para a correria do dia-a-dia de todas as mulheres.

Para mais informações, visita o meu site de Consultoria de Imagem www.bellucciconsulting.com

Inspira-te e arrasa!!

 

With Love*

Tânia Sitoe

@taniasitoe_stylist

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

O Diabo Veste Prada II – O Encontro de Anna Wintour e Meryl Streep

 

Faz 11 anos que O Diabo veste Prada foi lançado pela primeira vez, mas fãs incondicionais como eu ainda não se fartaram de ver o filme vezes e vezes sem conta. Agora, especialmente para nós foi lançado algo novo, para juntarmos à obsessão – apenas um vídeo onde Meryl Streep chega aos escritórios da Vogue da vida real para se sentar com a própria Anna Wintour.
Para nosso deleite e saudosismo a primeira cena desenrola-se exatamente com a chegada de Miranda Priestly à revista Runway criando o verdadeiro pânico nos assistentes que rapidamente tentam por tudo perfeito e ao gosto de Miranda. A dupla também sugere o filme durante a entrevista. Wintour pergunta a Streep sobre a mulher mais desafiadora que ela já interpretou, e esta insinua que pode ter sido a própria Wintour (já que ela foi a inspiração para o personagem Sacerdotal). “Não, não vamos por aí, Meryl”, disse Wintour em tom de piada. “Isso não foi [desafiador] de qualquer maneira, isso foi divertido”, respondeu Streep.

 

Como fã incondicional do filme confesso que este vídeo disponibilizado no site da Vogue fez o meu dia!!

Fonte: Vogue

 

With Love*

Tânia Sitoe

GuardarGuardar

GuardarGuardar

GuardarGuardar

6f à noite e agora???

Olá,

Em pânico porque hoje é 6f, tens uma saída logo e não fazes a menor ideia do que vestir??

Calma…

Na dúvida, aposta no preto! É simples, quase sem margem de erro e como diz o ditado, não te comprometes!

 

Have fun!!

 

With Love*

Tânia Sitoe

 

 

Emmy Awards 2017 Au Naturel

Olá!!

O cabelo natural afro está na moda como nunca esteve. O “movimento” que começou com algumas poucas pessoas espalhadas por aí actualmente é uma forma de estar, com o qual cada vez mais mulheres e homens se identificam, adoptam e usam orgulhosamente. Na verdade, nada mais natural do que isso, afinal o cabelo afro é tão natural como outro qualquer, apesar de não ter sido visto assim durante muito tempo…

E porque sou uma pessoa positiva vou passar frente dos contornos sociais, étnicos e históricos que fizeram com que nós mesmos africanos achássemos pouco bonito e elegante usarmos o nosso cabelo tal como ele é, e vou apenas celebrar e partilhar convosco o que muita gente reparou na edição deste ano dos Emmys Awards que  tiveram lugar passado domingo dia 17.

A passadeira vermelha dos Emmys 2017 recebeu uma série de artistas africanos que fizeram questão de marcar presença no evento com o seu cabelo natural. Celebridades tão conhecidas de todos nós como Gabrielle Union ou Uzo Aduba. Confesso que fiquei feliz e gostei de ver porque essas pessoas são admiradas e seguidas por milhões de pessoas, e querendo ou não, conseguem ser uma influência para o público. Para os adultos, mas também para os jovens que muitas vezes tem dificuldade em encontrar representação nos media. Step by step vamos conseguindo mudar mentalidades…

 

Eis as nossas queridas Afro Sisters

 

E como conseguiram este resultado:

Uzo Abuba:

Nai’vasha Johnson, a cabeleireira da estrela de ‘Orange is the New Black’,  teve como inspiração para este look o cabelo icónico de Diana Ross.

Queria que o cabelo da Uzo falasse de forma ousada e graciosa. Hidratei o cabelo dela com o Supershine Moisturizing Crème da Oribe e penteei-o até chegar à forma pretendida”, contou Johnson à ‘PeopleStyle’. “Depois amontoei pequenas secções do cabelo dela para criar dimensões e camadas de textura. Para terminar, usei a minha laca favorita, a Elnett da L’Oréal Paris”.

 

Yara Shahidi:

A jovem atriz de ‘Black-ish’ também foi penteada por Nai’vasha Johnson para a sua segunda aparição nos Emmy Awards.

Queria um look lustroso e elegante, e celebrar a textura gloriosa dela ao mesmo tempo”, disse Johnson à ‘PeopleStyle’.

Nai’vasha Johnson começou por aplicar uma “quantidade generosa” da Curl Shaping Mousse e do Rock Hard Gel, ambos da marca Oribe, no cabelo ainda molhado de Shahidi.

Escovei os produtos de forma homogénea para definir as ondas e caracóis dela”, continuou. “Depois usei o difusor até o cabelo secar e terminei com a laca Elnett da L’Oréal Paris”.

 

Gabrielle Union:

A atriz usou o cabelo num rabo-de-cavalo cheio e imponente da autoria do seu cabeleireiro, Larry Sims. Em janeiro, a atriz explicou à ‘PEOPLE’ que depois de vários anos a estragar o próprio cabelo com desfrisantes, decidiu celebrar a sua textura natural.

Passei por uma fase em que deixava o desfrisante no cabelo durante muito tempo porque pensava que o meu cabelo ficaria mais liso. Tive lesões, tipo feridas abertas no meu couro cabeludo a tentar atingir algo que era pouco realista, e eventualmente decidi desistir dos desfrisantes em meados da casa dos 20″, disse.

 

Para mim são uma inspiração para todas as mulheres que decidiram usar o seu cabelo tal como ele é.

O cabelo afro não é simples de cuidar e manter, exige dedicação, auto-conhecimento e perseverança, mas reunindo tudo isso o resultado é lindo. E eu adoro cada vez mais usar o meu afro todos os dias…

 

 

With Love*

Tânia Sitoe

 

Fonte:

People Style